Uma prece para o ano que começa

esperancaQue o início permita então planos, promessas e preces. Mas que os planos ganhem relevo e ultrapassem a altura que separa o real dos sonhos que perecem. E as promessas sejam mais que desejos engolidos pela inércia das horas varridas. E as preces possam movimentar não somente os lábios, mas a vida.

Que não falte força para os que lutam, fé para os que acreditam, e coragem acima de tudo.  E quando deixar de ser início, não façamos o desejo de renovar ficar mudo. E entendamos de uma vez por todas que querer é importante, mas construir é imprescindível. E diante do que for inconstante ou imprevisível, arrisquemos sem medo. Chega dessa história de ser mais do mesmo.

E que possamos permitir nos surpreender com aquilo que estava fora do roteiro… seja uma cena, uma chance ou um cheiro. E quando houver aquele arrepio que percorre o corpo como o curso de um rio, saibamos reconhecer que é especial. E seja no espaço de um abraço ou de um verso, que façamos valer o tempo que corre trivial e disperso.

E que haja sabedoria para cultivar apenas o que é de verdade. E nos libertemos das mentiras, farsas e maldade. Que não esqueçamos o valor dos amores e amigos, e façamos multiplicar o respeito, o dinheiro e os sorrisos.  Que falar e fazer estejam sempre em sintonia – e falemos o que for indolor; façamos festa, amor e poesia.

Na minha prece para o ano que começa, eu peço a você para que estude melhor, durma melhor, trabalhe melhor, coma melhor, beije melhor, viaje melhor, construa o melhor, seja o melhor… viva o melhor. Feliz 2013!

Imagem: reprodução. 

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *