Frutas cítricas

Não tivera coragem de ocupar a outra parte do guarda-roupa, vazia há seis meses, como se a qualquer momento ele fosse adentrar pela porta da frente e voltar a preencher o seu lugar. Silenciosamente, continuava alerta para não deixar a chave atravessada na porta ao chegar do trabalho. E ali, naquele apartamento vazio, tudo continuava […]

Continue lendo →