Veja, meu bem

O jornal anuncia um novo aumento no preço da gasolina. O vizinho sussurra algo sobre uma nova manifestação pelas ruas. O motorista do táxi espera minha aprovação pro seu comentário sobre uma nova denúncia de corrupção. Meus olhos já aprenderam a fingir interesse, mas no fundo estão vazios. É que o mundo lá fora continua […]

Continue lendo →

Adeus, morena

Não precisa desviar os olhos como quem de repente criou um interesse incomum pela pintura desbotada da parede da sala, morena. Eu consigo ler o vaivém do teu olhar mesmo de esguelha, enquanto fito meu livro. Há tempos que as letras deixadas pelo rastro de fuga das tuas pupilas têm me entregado o aviso prévio. […]

Continue lendo →