Chamas e retratos

Desde criança, uma das coisas a que mais se apegara ali era uma enorme estante onde repousavam dezenas de porta-retratos. Deles saltavam sorrisos vários, uns bastantes longínquos, bem faceiros; outros desbotados, que nem sorriam mais. A cada vez que a família aumentava, um novo porta-retratos passava a sorrir da estante. Apesar de já conhecê-los de […]

Continue lendo →

Boneca de Porcelana

Quem olhasse seu rosto cor de neve, dificilmente perceberia a sombra escondida em sua face – os olhinhos de vidro pareciam sempre sorrir. O tricô do vestido aparentava ter sido propositalmente bordado para combinar com as bochechas rosadas. Pelos ombros pequenos, roçavam-se louros cachos. Bracinhos arrebitados, dando a impressão de que estão prestes a agarrar […]

Continue lendo →