Tudo velho de novo

Não houve mudança alguma após a queima de fogos. A vida continuou igual– o expediente retornou em alguns dias, a pilha de livros intocados ainda descansa sobre a prateleira e a roupa suja não deixou o cesto. Soletrar a contagem regressiva não soou como uma fórmula mágica. E quando o coro empolgado chegou ao 1, […]

Continue lendo →

Entreaberto

Quem convive estreitamente comigo sabe que eu tenho um vício quase doentio de manter gavetas e portas fechadas. Sabe quando o guarda-roupa fica entreaberto porque a manga de uma camisa ficou do lado de fora? Quando os compartimentos da cômoda dão uma emperrada? Ou a gaveta da escrivaninha não fecha por conta do excesso de […]

Continue lendo →

Frio

Já aconteceu alguma vez de você dormir com a janela aberta e soprar aquele vento gelado durante a madrugada? Você acorda com frio, mas diz pra si mesmo que está exagerando, porque não quer levantar pra pegar outro cobertor. Então seus pelos arrepiam, e você pensa devagar: “vai passar”. Mas é só o seu corpo […]

Continue lendo →